TECNOLUBE COMÉRCIO DE LUBRIFICANTE EM BELO HORIZONTE
TIPOS DE GRAXAS

 

As graxas são diferenciadas quanto à natureza de espessante. Os tipos estão relacionados com suas propriedades, como a capacidade de vedação, resistência à água, altas e baixas temperaturas e adesividade. Existe uma grande variedade de espessantes, dentre os quais, destacam-se sabões metálicos, argilas tratadas, polímeros de uréia e outros, sendo que cerca de 90% dos casos são sabões metálicos. Quanto à natureza do sabão metálico, as graxas classificam-se da seguinte forma:

 

  • Graxas à Base de Sabão de Cálcio
                 Bastante aderentes, são indicadas para uso em peças que trabalham em contato com a água. Não são indicadas para utilização em temperaturas superiores a 80°C.

     
  • Graxas à Base de Sabão de Sódio
                 Recomendadas para mancais planos e rolamentos que trabalham em altas velocidades e temperaturas elevadas (até 120°C) e, ocasionalmente, em engrenagens. É desaconselhável seu uso em presença de umidade, pois o sabão é solúvel em água.

     
  • Graxas à Base de Sabão de Alumínio
                 Indicadas para uso onde o principal requisito seja a característica de aderência da graxa, proporcionando boa proteção contra a ferrugem e resistência à lavagem por água. Não resiste a temperaturas elevadas.

     
  • Graxas à Base de Sabão de Lítio
                 Bastante aderentes e relativamente insolúveis em água, substituindo, em aplicações convencionais, muito bem as graxas de Cálcio e Sódio, sendo, portanto, de aplicações múltiplas. Possuem grande estabilidade mecânica e alto ponto de gota, sendo de fácil aplicação por meio de pistolas e sistemas centralizados de lubrificação.

     
  • Graxas à Base de Sabão Complexo
                 Sabão complexo é aquele no qual a fibra do sabão é formada pela cocristalização de sabão normal (Cálcio, Sódio, Alimínio ou Lítio) e um agente complexo, como: ácido acético, lático. Esse tipo de graxa apresenta, como característica principal, um elevado ponto de gota.

     
  • Graxas Betuminosas
                 As graxas betuminosas também podem ser classificadas como óleos. São formadas a base de asfalto e óleos minerais puros. Possuem uma grande aderência, e suas maiores aplicações são os cabos de aço, engrenagens abertas, correntes e máquinas abertas expostas a intempéries.

     
  • Graxas Espassadas sem Sabão
                 Utilizam químicos inorgânicos ou orgânicos dispersos no óleo. Esses tipos de espessantes não são feitos com álcali metálico como os usados nas graxas espessadas com sabão. Exemplo: poliuréia e argila orgânica. São utilizadas visando o aproveitamento de suas características especiais.